Abadia de Montmajour, perto de Arles, França

Se passar na região de Arles e da Camarga, existe um fabuloso monumento nacional, inscrito no património mundial da humanidade da UNESCO que têm de visitar. Falo obviamente da Abadia de Montmajour, obra prima da arte medieval. A Abadia São Pedro de Montmajour foi fundada no longínquo ano de 948, à mais de 1000 anos. Hoje em dia já não têm mais utilidade do que ser admirada pelos turistas maravilhados, tendo os beneditinos há muito mudado de instalações…

No fim da estrada, a Abadia de Montmajour

No fim da estrada, a Abadia de Montmajour

A Abadia convida ao descanso, à contemplação... ouve o canto das cigarras?

A Abadia convida ao descanso, à contemplação… ouve o canto das cigarras?

Mont Majour

A Abadia fica muito perto de Arles, a 2 ou 3 km, e distingue-se, majestosamente na sua colina, o « Monte Majour », quilómetros em redor. Que grande visão podemos ter quando vamos para lá, sem se saber ao certo se é a abadia ou não ! Mas a um certo momento, aquando da nossa busca de um caminho para lá ir, parecia evidente que esse imenso edifício de pedra construído pela mão do Homem que víamos no fundo da estrada só podia ser a Abadia : não foi por acaso que este monumento está inscrito desde o inicio no património mundial !

A Abadia de Montmajour, imponente

A Abadia de Montmajour, imponente

Estilos de arquitectura

O que mais espanta quando se chega na Abadia, são os três estilos arquitecturais que lá se encontram, testemunhando da longa ocupação do lugar. Vamos encontrar o estilo românico, com as suas enormes paredes características, o estilo gótico, e por fim, o estilo clássico. O lugar, depois da Revolução Francesa, foi deixado ao abandono, o que provocou a ruína de boa parte de construções, principalmente as de estilo clássico.

A esquerda, a Torre, à direita, a igreja Notre Dame.

A esquerda, a Torre, à direita, a igreja Notre Dame.

Nestes mais de mil anos de história, foram dois conjuntos monásticos que os beneditinos construíram aqui. O primeiro, o mosteiro de São Pedro, foi construído do século X ao século XV. Esta parte da Abadia é a que melhor representa a Arte Românica, e que permite ter a mais bonita vista panorâmica da região de Arles, com a sua torre Pons de l’Orme, alta de 26 metros. A cripta possui uma rotunda, um deambulatório e cinco capelas. Única  na região da Provença, esta cripta fica debaixo da nave da grande igreja românica « Notre Dame », e servia também como de igreja baixa. O segundo mosteiro, o mosteiro Saint-Maur, é muito mais recente : foi construído de 1703 a 1736.

Mosteiro Saint Maur

Mosteiro Saint Maur

Lenda de Montmajour

A lenda de Montmajour começa no ano de 46, com a chegada de São Trofimo, que evangelizou Arles. Diz-se que o santo refugiava-se numa gruta do Monte Majour para rezar. Foi em 948 que uma mulher da nobreza da Borgonha, Senhora Teucina, fez dom aos monges do lugar. Em 963, Montmajour fica sob a autoridade do papa.

Neste lugar, uma pessoa sente-se entre céu e terra

Neste lugar, uma pessoa sente-se entre céu e terra

O apogeu da Abadia acontece quando ela conseguiu obter o que se pensava ser um pedaço da verdadeira Cruz. Desde então, as peregrinações fazem-se todos os anos para se ver esta santa relíquia.

Sitio ideal para rezar

Sitio ideal para rezar

Em Montmajour, os condes da Provença lá fizeram os seus túmulos, para a eternidade. Primeiro na cripta, depois no claustro. A Abadia é um lugar carregado de história que nós temos a sorte de poder visitar, e a ideia de morar porque não perto de um tal monumento agrada-me : a região é muito bonita e Arles é uma cidade muito dinâmica.

O claustro de Montmajour

O claustro de Montmajour

O novo mosteiro, em ruínas, por cima do claustro e o seu poço característico

O novo mosteiro, em ruínas, por cima do claustro e o seu poço característico

Do alto da Torre, uma vista deslumbrante da região, ao pé das Alpilles

Do alto da Torre, uma vista deslumbrante da região, ao pé das Alpilles

Montmajour hoje

Nos nossos dias, a abadia, à parte da sua vocação turística, também serve de sala de exposição de fotografia de primeira importância. Não sei bem o que pensar de tal utilização : acho bem dar outra utilidade ao monumento diversa do que servir somente de objecto de fotografia para turistas, mas o que estava exposto naquele dia era deveras muito menos interessante do que o monumento. As pessoas vão até à Abadia para verem o monumento, não para verem um expo de fotos artísticas. Sentimentos complicados, também gosto muito de fotografia, mas talvez cada coisa deve ficar no seu lugar, nem tudo é bom para misturar.

Exposição fotográfica

Exposição fotográfica

A exposição está um pouco por todo o lado...

A exposição está um pouco por todo o lado…

Fotos de Montmajour

Escadaria da Abadia

Escadaria da Abadia

Arquitectura tipicamente românica

Arquitectura tipicamente românica

Em cada pedra, a marca do artesão

Em cada pedra, a marca do artesão

Igreja Notre Dame

Igreja Notre Dame

Podemos notar as influências góticas

Podemos notar as influências góticas

O interior da Abadia é bastante sombrio

O interior da Abadia é bastante sombrio

Muitos pormenores góticos realçam a beleza da Abadia

Muitos pormenores góticos realçam a beleza da Abadia

Paisagem de Arles, vista através de uma das janelas da Abadia

Paisagem de Arles, vista através de uma das janelas da Abadia

Capelas radiantes do Claustro

Capelas radiantes do Claustro

Os capitéis da Abadia são uma das razões do sucesso deste monumento

Os capitéis da Abadia são uma das razões do sucesso deste monumento

Os capitéis do claustro foram restaurados com muito cuidado e atenção

Os capitéis do claustro foram restaurados com muito cuidado e atenção

Nota-se a Torre Pons de l'Orme

Nota-se a Torre Pons de l’Orme

Cada capitel é uma obra de arte por si só

Cada capitel é uma obra de arte por si só

Antiga escadaria, infelizmente em ruínas

Antiga escadaria, infelizmente em ruínas

Não é boa ideia cair neste sitio...

Não é boa ideia cair neste sitio…

Ao fundo, a Torre Pons de l'Orme, construída durante as Grandes Companhias, após a guerra de Cem Anos

Ao fundo, a Torre Pons de l’Orme, construída durante as Grandes Companhias, após a guerra de Cem Anos

Escavada mesmo na roca, a necrópole rupestre de Montmajour

Escavada mesmo na roca, a necrópole rupestre de Montmajour

Topo da Torre Pons de l'Orme

Topo da Torre Pons de l’Orme

Muitas pessoas deixam a sua marca na escada que leva ao topo da torre

Muitas pessoas deixam a sua marca na escada que leva ao topo da torre

Nota-se bem o estado de ruína da Abadia, visto de cima

Nota-se bem o estado de ruína da Abadia, visto de cima

Majestosa Torre de Pons de l'Orme

Majestosa Torre de Pons de l’Orme

Esta necrópole, datando provavelmente do século XI, é bem misteriosa

Esta necrópole, datando provavelmente do século XI, é bem misteriosa

A flora e a fauna presentes na água verde da necrópole é protegida!

A flora e a fauna presentes na água verde da necrópole é protegida!

Informações Úteis

Localisação da abadia de Montmajour


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *